Professores da zona rural participam de curso

Professores da zona rural de Eunápolis participam de curso de vivências com a natureza da RPPN Estação Veracel 

noticias0255Aprendizado, Soma, Compromisso, Preservação, Socialização e Valorização foram algumas das palavras com as quais os 55 professores de escolas municipais rurais de Eunápolis, definiram a participação na Mini Oficina de Vivências com a Natureza, realizada 
no dia 5 de agosto na Reserva 
Particular do Patrimônio Natural (RPPN)
Estação Veracel, em Porto Seguro (BA).

A oficina teve o objetivo de proporcionar aos educadores a vivencia com a Mata Atlântica para que os mesmos tenham mais subsídios para trabalhar com seus alunos, explicou a bióloga Lígia Mendes, da RPPN Estação Veracel.

Segundo Mendes, o encontro foi proposto pela Secretaria Municipal de Educação de Eunápolis, visando dar mais motivações e vivências aos professores rurais, que fazem parte do programa Despertar.

Na RPPN os professores participaram de oficinas de Educação Ambiental e Aprendizado Seqüencial e realizaram uma trilha no meio da Mata Atlântica. “Aprendi novas experiências e maneiras eficazes para serem trabalhadas com os alunos”, disse a professora Laurita Maria de Jesus.

“A partilha de conhecimentos e experiências despertou em mim a vontade de melhorar comportamentos”, avaliou a professora Ivanilza Pereira da Silva.

No final da mini oficina os professores receberam uma apostila com dicas de atividades sobre educação ambiental. “Montamos essa apostila com o objetivo de mostrar que existem muitas maneiras de aprender brincando”, concluiu a bióloga da Estação Veracel.

A RPPN – A Estação Veracel é uma das seis Áreas de Alto Valor de Conservação da Veracel, com 6.069 hectares de mata nativa preservados, entre os municípios de Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. A área foi reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) pelo Ibama, ou seja, é uma área particular perpetuada com o objetivo de conservar a biodiversidade e promover a educação ambiental. Por isso, foi denominada Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela Unesco. Além de ser uma das maiores reservas particulares de Mata Atlântica do Brasil, se destaca entre as 20 áreas de maior diversidade de espécies de árvores do mundo.

Até o momento, já foram catalogadas 445 espécies de animais vertebrados, das quais 37 ameaçadas de extinção e 54 endêmicas do sul da Bahia. Está em curso ainda um projeto de monitoramento de mamíferos de médio e grande porte, desenvolvido desde 2007, em parceria com a Conservação Internacional (CI Brasil) e o Instituto Dríades.