O que é celulose? Saiba para que serve e qual a sua importância.

Antes de entender a celulose, você deve saber que é a estrutura mais abundante nos vegetais. Inclusive, é usada como matéria-prima em muitos produtos do seu cotidiano, como diversos tipos de papel, fraldas descartáveis, tecidos, papel higiênico, absorventes, enchimento de comprimidos, emulsionantes, espessastes e estabilizantes de alimentos industrializados, adesivos, biocombustíveis, materiais de construção, entre outros. Vamos entender melhor?

 

Mas, o que é celulose?

A celulose é o principal componente da parede celular das plantas. Constitui uma importante matéria-prima para as indústrias, que a extraem a partir de diversos vegetais.

A principal fonte de celulose é o lenho das árvores de eucalipto e pinus (Colodette et al, 2015), abundante na natureza. Sua composição química é um polímero formado de moléculas de glicose, representada por C6H10O5, e encontrada em variadas espécies.

Como já falamos aqui, a substância é utilizada como matéria-prima em muitos produtos. É a mais abundante de todos os compostos orgânicos que ocorrem naturalmente: compreende cerca de 33% de toda a matéria vegetal presente no planeta; cerca de 90% do algodão e de 50% da madeira são de celulose.

 

Sua evolução na história

A celulose já era usada em 105 d.C. na China, quando o papel foi inventado por T’sai Lun. Na época não se sabia o que ela era, mas seu uso já era empregado. Ela foi descoberta em 1838 pelo químico francês Anselme Payen, que determinou sua fórmula química. Com a descoberta, a manipulação da celulose começou a ser aprimorada e a partir disso foram surgindo outras tecnologias e usos.

Já no Brasil, a criação da Imprensa Régia, por conta da chegada da família real portuguesa, gerou a demanda para a primeira indústria do setor de celulose no Rio de Janeiro. Ao longo do século XIX, diversas plantas industriais foram inauguradas, com destaque para a Fábrica de Papel de Salto, idealizada pelo Barão de Piracicaba. Esta funciona até hoje.

A sua cadeia produtiva atual, nacional e internacional, teve os primeiros traços nas pesquisas de Max Feffer, que obteve celulose a partir da fibra de eucalipto. A descoberta permitiu a Suzano iniciar uma nova forma de produção em 1956.

Para que serve a celulose?

Que a celulose está presente no seu cotidiano, você já sabe. Mas, você sabia que além de produzir o papel, a fibra vegetal está presente também na composição dos alimentos processados? Isso mesmo! Hambúrgueres, sorvete e queijo ralado, bem como em emulsionantes, espessantes e estabilizantes. E uma curiosidade: a tripa da fibra vegetal é utilizada, também, na confecção de embutidos, como salsichas e linguiças.

Já os derivados da celulose são usados para fabricar hidrogéis, que funcionam como veículos para ativos dermatológicos e em formulações odontológicas. É aplicada como revestimento de comprimidos e cápsulas de medicamentos, na fabricação de curativos inteligentes e peles artificiais na medicina.

Nos alimentos como folhas e vegetais, a celulose desempenha o importante papel de formação do bolo fecal, auxiliando o funcionamento do sistema digestivo humano.

A sua extração, nos mais variados organismos, é também reaproveitado dos resíduos sólidos da cadeia agrícola. Tudo isso sempre com foco na sustentabilidade da produção.

Importância do setor de celulose

 

Desde 2017, o Brasil se consolidou como o maior exportador global de celulose. Sua produção se baseia em áreas reflorestadas, ou seja, florestas plantadas, respeitando sempre os critérios de sustentabilidade.

A sua produção tem grande importância na economia brasileira, feita pela extração da madeira, fabricação da celulose e fabricação do papel. Entre tantas aplicações da celulose, a produção do papel e fibras de tecidos ainda são as mais conhecidas.

Devido ao impacto significativo que exerce sobre inúmeras outras cadeias produtivas, o segmento representa 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e 6,9% do PIB industrial, com uma receita bruta que ultrapassa os US$ 100 bilhões e uma contribuição para balança comercial de US$ 10 bilhões, segundo a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

A Veracel Celulose é responsável pela produção 1,1 milhão de toneladas de celulose/ano, 100% da madeira de eucalipto utilizada no processo produtivo é certificada ou controlada em conformidade aos princípios e critérios de padrões normativos internacionais FSC e CERFLOR. Com 50% de participação cada, seus acionistas são duas grandes operadoras no setor de celulose e papel em âmbito internacional: a brasileira Suzano e a sueco-finlandesa Stora Enso.

Ser responsável, inspirar pessoas e valorizar a vida é o nosso propósito!
Saiba mais sobre nossas alternativas de conservação socioambientais em:
veracel.com.br/conservacao-ambiental

Fonte: Agropós, Ecycle, Summit Agro.