Operações
Sustentáveis
Melhorando com
responsabilidade

Mais Competitivos e Mais Sustentáveis

Para nós, há um exercício diário de buscar resultados por meio da inovação, com segurança e sustentabilidade para oferecer celulose de alta qualidade e gerir de forma estratégica o negócio.

Uso Responsável dos Recursos Naturais

Estamos empenhados em aprimorar nossos resultados ambientais. Por ser uma empresa concebida com tecnologias ambientais e de processo de fabricação de celulose modernos, o esforço para melhorar esse padrão é desafiador, porém, encarado como sempre possível. É o caso da gestão de resíduos. Mantivemos a média de 99% de reciclagem de resíduos dos últimos anos.

Nosso recorde histórico de uso de água alcançado tem se mantido em 22,2 m3 de água para fabricar uma tonelada de celulose. Essas iniciativas já mostram êxito. Esperamos estabilizar os processos, realizar novas melhorias e evoluir nos resultados.

99%
de resíduos
industriais reciclados

Energia Sustentável

Temos o desafio constante de ser cada vez mais eficientes na geração de energia e, ao mesmo tempo, consumir de forma responsável. A parceria com uma usina produtora de etanol, vizinha à fábrica da Veracel, é excelente para ambas as empresas. A queima do bagaço de cana na caldeira auxiliar tornou-se ótimo negócio, transformando um resíduo potencialmente poluidor em mais uma opção de combustível para a produção de energia elétrica.

Como Produzimos Nossa Celulose

Viveiro de
mudas

Nossos pesquisadores selecionam os melhores brotos de eucalipto que chegam ao viveiro para crescimento e adaptação para depois serem levados como mudas ao campo para o plantio.

Plantio de eucalipto

Após o preparo do solo, nossas máquinas plantadeiras colocam as mudas e fazem a adubação. Durante o período de crescimento, realizamos atividades de manutenção, monitoramento e limpeza da área.

Colheita

Nossas estruturas dos módulos de colheita são compostas de containers adaptados para servir como ponto de apoio administrativo, de alimentação e de almoxarifado para as equipes. Nossos operadores de máquinas florestais fazem o corte dos eucaliptos e os preparam para o transporte.

Transporte de madeira

Carretas especiais transportam as toras de eucalipto da área de colheita até nossa fábrica, onde a madeira passará por um processo industrial para a extração da celulose.

Fábrica

As toras de eucalipto são cortadas em pequenos pedaços (cavacos), que são cozidos em alta temperatura e pressão até obter a polpa de celulose marrom que será branqueada por meio de lavagens e tratamentos químicos, seca através de prensa e vapor de ar quente, formando a folha de celulose. Depois de seca, a folha de celulose é cortada e os fardos são embalados para transporte.

DA BAHIA PARA O MUNDO

As folhas de celulose são transportadas por carretas para o Terminal Marítimo de Belmonte (TMB). Lá, são carregadas em barcaças e levadas até o Portocel, no Espírito Santo. Do Portocel, a celulose é destinada aos mercados internacionais para produção de papéis sanitários, papéis de escrever e papéis especiais.
Anterior
Próximo
Viveiro
de mudas
Nossos pesquisadores selecionam os melhores brotos de eucalipto que chegam ao viveiro para crescimento e adaptação para depois serem levados como mudas ao campo plantio.
Plantio de eucalipto
Após o preparo do solo, nossas máquinas plantadeiras colocam as mudas e fazem a adubação. Durante o período de crescimento, realizamos atividades de manutenção, monitoramento e limpeza da área.
Colheita
Nossas estruturas dos módulos de colheita são compostas de containers adaptados para servir como ponto de apoio administrativo, de alimentação e de almoxarifado para as equipes. Nossos operadores de máquinas florestais fazem o corte dos eucaliptos e os preparam para o transporte.
Transporte
de madeira
Carretas especiais transportam as toras de eucalipto da área de colheita até nossa fábrica, onde a madeira passará por um processo industrial para a extração da celulose.

Fábrica
As toras de eucalipto são cortadas em pequenos pedaços (cavacos), que são cozidos em alta temperatura e pressão até obter a polpa de celulose marrom que será branqueada por meio de lavagens e tratamentos químicos, seca através de prensa e vapor de ar quente, formando a folha de celulose. Depois de seca, a folha de celulose é cortada e os fardos são embalados para transporte.
DA BAHIA
PARA
O MUNDO
As folhas de celulose são transportadas por carretas para o Terminal Marítimo de Belmonte (TMB). Lá, são carregadas em barcaças e levadas até o Portocel, no Espírito Santo. Do Portocel, a celulose é destinada aos mercados internacionais para produção de papéis sanitários, papéis de escrever e papéis especiais.
Anterior
Próximo