Participamos do lançamento do Fundo Ambiental Sul Baiano

Participamos do lançamento do Fundo Ambiental Sul Baiano (FASB), ocorrido na última semana. A iniciativa será gerida pelo Fórum Florestal da Bahia, por um investidor internacional e pelo New Generation Plantation (NGP) para o apoio técnico.

O objetivo do fundo será impulsionar ações locais focadas no desenvolvimento sustentável, com temas voltados a agroecologia, proteção e restauração de áreas degradadas.

Fazemos parte do Fórum Florestal da Bahia e participaremos do comitê de acompanhamento e monitoramento dos projetos, que serão executados no sul da Bahia.

 

Nossa contribuição

Fomos contemplados com a cadeira da iniciativa privada no comitê de acompanhamento dos projetos devido à nossa participação no Fórum Florestal da Bahia e à nossa atuação na proteção da biodiversidade e no desenvolvimento do Sul da Bahia.

Os projetos que poderão ser apoiados pelo FASB devem ter temas de agroecologia, conservação e restauração na Mata Atlântica.

“Há 16 anos, o Fórum Florestal da Bahia discute as questões referentes à silvicultura e aos interesses sociais e ambientais do nosso território, associando a conservação do bioma de Mata Atlântica com importantes arranjos produtivos, a restauração da biodiversidade e o desenvolvimento da agricultura familiar. Com o Fundo, iniciamos um novo grau de maturidade desse arranjo, fortalecendo ainda mais o capital social do nosso território e criando uma nova forma de pensar e realizar essa governança”, destaca Renato Carneiro, diretor de Sustentabilidade e Responsabilidade Social da Veracel.

“Essa é uma importante oportunidade para identificarmos e trabalharmos uma agenda comum em benefício da proteção da biodiversidade, da agricultura e do desenvolvimento da região. Tenho esperanças de que, daqui a alguns anos, possamos celebrar os resultados desta iniciativa e ser exemplo a outros estados do país”, finaliza.

 

Como será?

O Fundo vai atuar em uma área na qual estão localizados 23 municípios, uma região que tem como destaque atividades econômicas como cultivo do cacau, agricultura familiar, silvicutura, café, pecuária e turismo, nos quais vivem 1,1 milhão de pessoas.

Com o FASB, o Fórum Florestal da Bahia, que atualmente acompanha as mudanças no uso do solo na região, vê o desenvolvimento do território com projetos que estão diretamente alinhados com um plano de ação elaborado em 2016.

Esse plano aguardava a adesão de novos agentes financiadores para que ações concretas fossem executadas.

“Eu fico muito feliz de fazer parte deste Comitê, acho que estamos dando um passo grande para o desenvolvimento do nosso território. Não tenho dúvidas que vamos ter muitos desafios e aprendizados, mas tenho certeza de que passaremos por isso buscando o melhor para nossa região e para o desenvolvimento das pessoas. Conectar pessoas e florestas será o nosso maior desafio e também um dos grandes geradores de transformações positivas no meio socioambiental em que estamos inseridos”, afirma Virginia Londe de Camargos, coordenadora de Estratégia Ambiental e de Gestão Integrada da Veracel.

 

Sobre o Fórum Florestal

O Fórum Florestal é um canal de diálogo que tem como objetivo identificar agendas comuns entre empresas do setor florestal, organizações não governamentais, organizações sociais, instituições de pesquisas e órgãos governamentais de regulamentação e preservação.

O objetivo é incentivar ações efetivas, para a conservação e a restauração do meio ambiente e também para a geração de benefícios tangíveis para a sociedade. Confira mais informações em http://www.forumflorestal.org.br/.