Biodiversidade
Recursos naturais
Responsabilidade e
conservação dos

PLANTADORES DE FLORESTAS 

Em 2020, completamos a marca de mais de 5,5 milhões de árvores nativas da Mata Atlântica plantadas em uma área equivalente a mais de sete mil campos de futebol. Nessa perspectiva de restauração, cumprimos metas anuais de iniciativas que compõem as estratégias nacionais de conexão de fragmentos da Mata Atlântica e seguem os planos municipais de conservação de cada um dos 11 município onde atuamos.  

monitoramento de

fauna de flora em

900 MIL HECTARES

em sinergia com a Suzano

E MAIS FLORESTAS ESTÃO VINDO POR AÍ!

 

Em 2020, a restauração no corredor ecológico RPPN Estação Veracel / Parque Nacional do Pau Brasil foi iniciada por meio do projeto Mata Atlântica da Agência Alemã de Cooperação Internacional GIZ*. Essa é uma contribuição para efetivar o Plano Municipal da Mata Atlântica de Porto Seguro e avança mais um estágio desse audacioso sonho de conexão.

Dá para conferir, desde 1990, a evolução da cobertura vegetal no território de atuação da Veracel, nos mapas de monitoramento de cobertura vegetal do Extremo Sul da Bahia. As imagens foram atualizadas em 2020 (https://monitoramentobahia.dialogoflorestal.org.br/)

*Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit

SOMOS APENAS OS GUARDIÕES!

Em maio de 2020, os trabalhos de conservação da biodiversidade realizados na RPPN Estação Veracel propiciaram à empresa o selo Procedimento de Serviços Ecossistêmicos FSC® C017612 (Forest Stewardship Council). Somos os primeiros do setor de Papel e Celulose a receber essa distinção. A certificação pela FSC® visa reconhecer e valorizar a atuação de empresas e organizações que usam os recursos naturais sem esgotá-los. Esse é um dos pilares do desenvolvimento sustentável e está em linha com nosso propósito como empresa.