Geração de
Renda:
Novas vocações,
tradição e potencial

SEGURANÇA ALIMENTAR E O CULTIVO DA TERRA

Seis mulheres, agricultoras da Associação Miramar, mostraram determinação diante das restrições e vivenciaram a primeira experiência de venda de produção dentro da parceria UFSB e Veracel. Com o provimento de insumos e apoio técnico, elas plantaram um hectare de melancia e colheram 10 toneladas da fruta, gerando, assim, uma injeção de ânimo para entrar em 2021 com esperança renovada.

Foi assim também em coletivos que contam com a coordenação da Esalq/USP, foram implantados 68 hectares de quintais produtivos, conciliando o distanciamento social com segurança alimentar.

68 hectares

de quintais produtivos de agricultura familiar

NO MEIO DA MATA, LAVOURA!

 

A aldeia Meio da Mata, localizada em Porto Seguro, adotou a apicultura e a meliponicultura com uma participação expressiva das mulheres e jovens nas capacitações, dando início às ações de geração de renda com essa comunidade tradicional.

Durante o processo de articulação do projeto com a liderança da aldeia, outra oportunidade foi identificada em março de 2020: essa comunidade Pataxó buscou parceria da Veracel para iniciar uma lavoura de subsistência. O cultivo coletivo alcançou êxito e foram mais de 2,5 toneladas de alimentos produzidos, que complementaram a nutrição das 59 famílias, e ainda foram compartilhados com parentes de outras aldeias. Além da produção de alimentos no ano, os moradores já separaram as sementes para novas safras.

TRADICIONALIDADE E EDUCAÇÃO

Por meio do programa “Educação é vida”, realizado nas aldeias da nossa área de influência e, ao longo dos últimos anos, temos ajudado no aumento da autoestima das crianças e na redução da evasão escolar. O programa vai além da entrega dos materiais e inclui ações educativas relacionadas ao meio ambiente, além de reformas e construção de salas de aula e escolas, melhorias de infraestrutura, projetos de melhorias sanitárias, acesso à água de qualidade, entre outras prioridades definidas em conjunto com os gestores das unidades educacionais nas aldeias.